“Escola sem Partido” volta a tramitar na Câmara

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) protocolou na segunda-feira (4) uma nova versão do projeto “Escola sem Partido” que tenta estabelecer a censura nas escolas e universidades.

Bia é cunhada do fundador do “Movimento Escola sem Partido”, Miguel Nagib.

LEIA TAMBÉM: Ministra Damares lamenta a entrada da teoria da evolução nas escolas; assista

O texto permite aos estudantes gravar as aulas dos professores para formar denúncias contra os conteúdos ministrados.

LEIA TAMBÉM: Datafolha: 54% é a favor da educação sexual e 71% defende discussão política nas escolas

Desta vez, o projeto não fala em “ideologia de gênero”, nem proíbe a educação sexual. A censura é só ideológica mesmo.

O projeto anterior da “lei da mordaça”, como é chamada pelos educadores, foi arquivado no final de 2018.

Comentários encerrados.