Dallagnol defende investigação de auditores da Receita contra Gilmar Mendes

O procurador federal, Deltan Dallagnol, coordenador da Lava Jato no Ministério Público Federal em Curitiba, usou o Twitter na noite desta sexta-feira (8) para defender o procedimento investigatório instaurado por auditores fiscais da Receita Federal contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes.

LEIA TAMBÉM:

Folha considera frágil nova condenação de Lula por falta de conexão com Petrobras

Para Dallagnol, “MP e Executivo devem garantir independência da atuação dos auditores, contra quem for”. 

“Pode o investigado determinar investigação dos investigadores? Era essa inversão de papéis que o projeto de abuso de autoridade proposto contra a Lava Jato fazia, defendido adivinhem por quem… MP e Executivo devem garantir independência da atuação dos auditores, contra quem for”, escreveu o coordenador da Lava Jato na rede social. 

Segundo a coluna Radar, da revista Veja, auditores da Receita Federal abriram um procedimento para identificar supostos “focos de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de patrimônio ou tráfico de influência” do magistrado e de sua mulher, Guiomar Mendes. 

O secretário da Receita, Marcos Cintra, afirmou ontem (8) que o órgão vai investigar os auditores fiscais que investigam o ministro Gilmar Mendes. 

Comentários encerrados.