Coletes amarelos, no 13° ato, pedem o fim do governo de Macron

13° semana de protestos dos coletes amarelos em Paris

O movimento dos coletes amarelos voltou à ocupar as ruas de Paris e de outras cidades da França neste sábado (9). Na 13° semana de protestos, o movimento exige a deposição imediata do governo neoliberal de Emmanuel Macron.

O movimento iniciado em novembro estabeleceu como foco das manifestações a deposição do presidente francês. Intitulado “Ato 13”, em alusão ao número de fins de semana de mobilização, a manifestação começou em Paris às 11h30 pelo horário local (8h30 em Brasília) diante do Arco do Triunfo e desceu a Av. do Champs Elysées.

Apesar do forte aparato repressivo, o movimento segue acumulando forças em todo país. Ao longo do dia, ocorreram manifestações me Marselha, Bordeaux, Nice, Montepellier, Rouen e Caen.

Os Coletes Amarelos, que já derrubaram o aumento do preço do diesel e forçaram Macron a vários recuos, seguem exigindo sua renúncia, a restauração do imposto sobre fortunas, que ele aboliu, e a instauração de um mecanismo de consulta popular.

Os protestos também vêm inviabilizando a próxima fase de suas “reformas”, a da Previdência, destinada a piorar a anterior, cometida por Sarkozy em 2012.

Segundo pesquisas de opinião, o movimento conta com o apoio majoritário dos franceses.

Comentários encerrados.