Centrão aumenta pressão por cargos para votar ‘reforma’ da Previdência que vai matar os pobres na velhice

Publicado em 22 fevereiro, 2019
Compartilhe agora!


Os partidos do chamado centrão na Câmara de Deputados iniciaram um forte movimento de pressão junto ao governo Bolsonaro para “destravar” as nomeações no segundo e terceiro escalões dos ministérios. Fiador do governo no Congresso, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é o porta-voz do grupo.

A recondução de Maia ao comando da Casa contou com apoio do governo e do bloco do partidário do centrão, integrado por DEM, PP, PR, PSD, MDB, PRB, PTB, PSC, PSDB e o PSL de Bolsonaro.

Vale tudo para aprovar o nefasto projeto de reforma da Previdência e o “toma lá, dá cá” já foi até precificado em R$ 10 milhões por deputado, segundo o colunista Bernardo Mello Franco de O Globo.

Compartilhe agora!