Carnaval 2019: Burocracia da prefeitura e da PM ameaçam desfiles de blocos tradicionais no Rio


Ligas carnavalescas de 19 blocos de rua do Rio de Janeiro solicitam que a Polícia Militar reveja a decisão de cancelamento dos desfiles durante o carnaval 2019.

Em contagem regressiva para a folia, a PM alega que a documentação desses blocos foi entregue fora do prazo. Na lista aparecem blocos tradicionais como “Carmelitas”, “Céu Na Terra”, “Imprensa que eu gamo”, “Orquestra Voadora”, “Simpatia é quase amor”, “Suvaco do Cristo”, “Toca Rauuul!”, entre outros.

Em nota pública, as ligas carnavalescas Sebastiana e Zé Pereira alegam que se esforçaram para cumprir as regras impostas a partir da publicação da portaria 229 de 02/01/2019, mas que não foi possível diante da quantidade de demandas.

“Chegamos ao esgotamento de todas as possibilidades razoáveis para cumprir o que se tornou uma ‘gincana do impossível’. Estamos diante da inexequibilidade de algumas exigências feitas de forma intempestiva, e a menos de uma semana do carnaval. Passamos os últimos dias nos revezando em diferentes batalhões, quartéis e salas de reuniões. Estivemos também no Ministério Púbico do Rio de Janeiro, que muito nos tem ajudado na tentativa de interlocução com os representantes do Estado. No entanto, quando acreditávamos que tínhamos vencido todos os obstáculos, surge um fato novo que pode jogar por terra os esforços empreendidos até agora e retirar das ruas diversos dos blocos já anunciados.”, afirmam as ligas em uma nota pública.

Os representantes dos blocos também afirmam que há interpretações controversas dos próprios Batalhões de Polícia Militar, nas quais alguns blocos estão sendo liberados enquanto outros não. Com a intenção de resolver essa situação, nesta quinta-feira, às 8h30, representantes das ligas dos Amigos do Zé Pereira, Orquestra Voadora e de outros blocos estarão na Delegacia de Polícia Judiciária Militar, no Méier, para pedir a revisão da decisão da PM.

A Polícia Militar ainda não se pronunciou sobre o caso.

Confira a lista completa dos blocos: “A Rocha”, “Ansiedade”, “Barbas”, “Carmelitas”, “Céu Na Terra”, “Escravos da Mauá”, “Gigantes da Lira”, “Imprensa que eu gamo”, “Laranjada”, “Meu Bem Volto Já”, “Que Merda É Essa”, “Quizomba”, “Orquestra Voadora”, “Simpatia é quase amor”, “Suvaco do Cristo”, “Toca Rauuul!”, “Último Gole”, ”Vagalume, o Verde” e “Virtual”.

*As informações são do jornal Extra – Rio