Câmara debate crimes da Vale em Brumandinho

Publicado em 13 fevereiro, 2019
Compartilhe agora!

O plenário da Câmara dos Deputados se transforma hoje (13) em comissão geral para debater os crimes da mineradora Vale em Brumadinho (MG) e suas consequências.

165 pessoas morreram e pelo menos 155 estão desaparecidas após o rompimento de uma barragem com lama tóxica no dia 25 de janeiro.

LEIA TAMBÉM: Deputado do PT propõe plebiscito para reestatizar a mineradora Vale

Uma comissão externa de deputados deve ouvir o presidente da Vale, Fábio Schvartsman, nesta quinta-feira (14).

Participarão também representantes de órgãos de fiscalização e controle, como Ministério Público, Ibama, Agência Nacional de Mineração (ANM) e Secretaria de Meio Ambiente de Minas Gerais.

Os deputados Áurea Carolina (PSOL-MG) e André Janones (Avante-MG) encaminharam solicitações para a Vale liberar a lista com os nomes dos presentes na mineradora no momento do desastre.  

Para Janones, em Brumadinho é recorrente a informação de que o número é superior ao divulgado pela empresa, podendo chegar a 800.

LEIA TAMBÉM: Vale soube de perigo em Brumadinho dois dias antes da tragédia

Ainda será instalada uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para integrar e agilizar o trabalho de deputados e senadores na punição aos responsáveis pelo rompimento da barragem.

Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe agora!