Por Esmael Morais

Bolsonaro vai encerrar ‘Mais Médicos’ e deixar milhões sem acesso à saúde

Publicado em 06/02/2019

O governo de Jair Bolsonaro (PSL), após uma campanha difamatória contra os médicos cubanos, anunciou que vai acabar com o programa Mais Médicos. Com isso, cerca de 4 mil municípios perderão profissionais que fazem o atendimento pelo Sistema Único de Saúde.

A secretária de gestão no trabalho e educação em saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, responsável pelo programa, confirmou o fim do Mais Médicos em entrevista ao El País.De acordo com ela, o ciclo de vagas abertas, que se encerra nesta semana, será o último. Ainda segundo a secretária, não serão lançados novos editais e os médicos que atuam pelo programa ficarão nos postos de trabalhos somente até o fim dos contratos.

Após a saída de Cuba do Mais Médicos, cerca de 8,5 mil profissionais deixaram os postos de trabalho o que, segundo especialistas, levou 24 milhões de brasileiros a ficarem sem médicos.l

O governo abriu novos editais para suprir as ausências,  mas até esta quarta-feira (6) 1.642 vagas ainda permanecem sem médicos. Com o fim do programa, milhões de brasileiros ficarão sem nenhum tipo de atendimento médico.

*Com informações da Agência PT de Notícias