Bolsonaro tem alta adiada e aumentam especulações sobre seu real quadro clínico

São cada vez maiores as especulações acerca do real quadro clínico do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que, após estado febril da última noite, teve a alta adiada para a semana que vem.

Inicialmente, a alta médica do presidente estava prevista para esta quarta-feira (6). Ele está internado desde o dia 27 no hospital Albert Einstein.

LEIA TAMBÉM

Moro ‘reconhece’ ilegalidade na prisão de Lula

A Folha de S. Paulo foi o primeiro jornal, neste domingo (3), a assegurar que houve piora na saúde de Bolsonaro e a paralisação do intestino.

À noite de ontem mesmo um boletim médico trazia uma informação contraditória sobre a situação do capitão reformado do Exército:

“Hoje foi submetido à tomografia de abdômen, que descartou complicações cirúrgicas”, informou o boletim, descartando piora no quadro de saúde.

Entretanto, novo boletim dos médicos do Albert Einstein nesta segunda (4) confirmou a elevação da temperatura do paciente e o adiamento da alta.

De acordo com o boletim, Bolsonaro “apresentou, ontem [domingo (3)] à noite, elevação da temperatura (37,3 °C) e alteração de alguns exames laboratoriais.”

Assessores da Presidência da República publicaram no Twitter do presidente um vídeo em que supostamente Bolsonaro aparece fazendo fisioterapia. Não há fala no material divulgado.

A falta de transparência sobre o real quadro clínico de Jair Bolsonaro é que alimenta a fábrica de boatos e especulações.

Leia o boletim médico:

Comentários encerrados.