Após ameaças, Bolsonaro decide manter Bebianno

Publicado em 15 fevereiro, 2019

Gustavo Bebianno foi comunicado por Onyx Lorenzoni (DEM) que ficará no cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência. As ameaças de que  iria “cair atirando” deram resultado, pelo menos por enquanto.

O presidente Bolsonaro já havia decidido exonerá-lo, mas voltou atrás.

.

LEIA TAMBÉM: Bolsonaro usa camisa falsificada do Palmeiras e vira piada

Bebianno é o principal suspeito de ter destinado verbas públicas para candidatas “laranjas” do PSL. Ele presidiu a legenda desde a entrada do grupo de Bolsonaro até o fim da eleição no ano passado.

LEIA TAMBÉM: Bebianno ameaça derrubar Bolsonaro, se for demitido do governo

.