“A privatização do setor mineral foi um suicídio”, afirma deputado federal

Compartilhe agora!
A Vale do Rio Doce foi privatizada pelo governo FHC

Uma comitiva de deputados federais realizou uma visita a autoridades locais de Brumadinho (MG) nesta sexta-feira (8) para cobrar as medidas de apoio à população afetada pelo crime da Vale. A comissão externa da Câmara Federal foi criada logo após o rompimento da barragem ocorrido no dia 25 de janeiro.

Um dos integrantes da comissão, o deputado federal Rogério Correa (PT-MG), ressalta a importância da visita, mas aponta as limitações da iniciativa. “A Comissão Externa vai para conversar com as autoridades. Eu já chamei a atenção deles de que antes de conversar com as autoridades deveriam abrir um diálogo com os atingidos”, explica.

Correa, antes de ser eleito deputado federal, cumpriu quatro mandatos como parlamentar na Assembleia Legislativa de Minas. Foi relator da Comissão Extraordinária de Barragens da Alemg, que investigou o rompimento da barragem de Fundão.

O parlamentar defende a instauração de uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) para investigar as causas e responsabilidades do rompimento da barragem localizada na comunidade de Córrego do Feijão.

“Nós temos em Minas Gerais 50 barragens à montante, que estão paralisadas, mas não são cuidadas. São bombas atômicas nas cabeças das pessoas”, alerta.

A Companhia Vale do Rio Doce foi privatizada durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). nos anos 90.

*Com informações do MAB

Compartilhe agora!