Reinaldo Azevedo: Sérgio Moro está virando suco

O jornalista Reinaldo Azevedo defendeu nesta sexta-feira (25), em sua coluna na Folha, a renúncia do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) como forma de preservar o governo de seu pai e disparou contra o ministro da Justiça, Sérgio Moro. 

LEIA TAMBÉM:

Moro quer “endurecer” caixa 2, mas nova lei livraria Bolsonaro e Onyx

Para Azevedo, o rebento do presidente Jair Bolsonaro (PSL) precisa contar com a sorte para que “os métodos de investigação do “Flaviogate” não sigam aqueles consagrados justamente por Moro, sob os aplausos do bolsonarismo: prisão preventiva que se estende para as calendas e oferta generosa de delação premiada”. 

Segundo o articulista, Bolsonaro tem como seu ministro da Justiça um homem experiente nesse tipo de investigação.  

“Se há pessoa que conhece o que é seguir e o que é transgredir a lei, eis Sergio Moro. Mas parece que sua biruta se desorientou”, escreve Azevedo. 

O jornalista também critica a iniciativa do governo de excluir parente de políticos da lista de monitoramento obrigatório do Coaf e o decreto que amplia o número de pessoas que podem impor sigilo a documentos. Tudo isso com a conivência do ex-juiz Sérgio Moro, que antes de ser ministro de Bolsonaro era conhecido por “combater a corrupção”. 

Por essas e outras, Azevedo conclui que o ex-juiz Sérgio Moro “está virando suco”.

Comentários encerrados.