PSOL entra com representação para anular nomeação de filho de Mourão no BB

O PSOL vai formalizar nesta quinta-feira (10) uma representação na Comissão de Ética Pública, da Presidência da República, contra a nomeação de Antônio Hamilton Rossell Mourão, filho do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, para o cargo de assessor especial da presidência do Banco do Brasil, com um mega salário de quase quarenta mil reais por mês.

“A nomeação do filho do vice-presidente, uma semana depois da posse do novo governo, não foi apenas inadequada ou extemporânea. Ela fere princípios que devem orientar a administração pública. Diante da indignação popular com a nomeação, o governo deveria voltar atrás. Sem isso, não nos resta alternativa senão provocar a Comissão de Ética Pública da Presidência da República”, afirmou o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, por meio da assessoria de imprensa do partido.
A representação, de acordo com o partido, se baseia em decreto sobre o nepotismo.

Comentários encerrados.