Por Esmael Morais

Os verdadeiros responsáveis pela tragédia em Brumadinho (MG); confira

Publicado em 27/01/2019

Quadro de acionistas da Vale, proprietária da barragem rompida em Brumadinho (MG).

O Blog do Esmael mostra com exclusividade aos leitores a composição acionária da Vale, proprietária da barragem rompida em Brumadinho (MG). Os sócios da companhia privatizada em 1997, na era FHC, são os verdadeiros responsáveis pelo desastre ambiental de sexta-feira (25).

De acordo com a Vale, 47,7% das ações estão em mãos de investidores estrangeiros, qual seja, especuladores em salas com ar condicionado de Nova York, e 13,2% são investidores brasileiros.

LEIA TAMBÉM

Governo Bolsonaro também é atingido pela lama de Brumadinho (MG)

Dentre os investidores brasileiros estão: o BNDES, por meio do BNDESpar, isto é, governo federal; banco Bradesco; Litel (fundos de pensão); e o grupo nipo-brasileiro Mitsui (especuladores).

Em comum todos esses sócios, brasileiros ou estrangeiros, querem resultados (lucros) nem que para isso seja necessário fazer vistas grossas às leis sobre meio ambiente, direitos trabalhistas ou contrários à economia popular.

Resumo da ópera: são os poderosos sócios privados que puxaram o gatilho do desastre ambiental em Brumadinho.