Gleisi: Para os Bolsonaros nem documento público é considerado

Publicado em 17 janeiro, 2019

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, usou o Twitter nesta quinta-feira (17) para criticar a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, de suspender a investigação sobre as movimentações financeiras atípicas de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

A dirigente petista considerou “muito grave” a suspensão das investigações.

.

“Muito grave a notícia de que o Supremo suspendeu INVESTIGAÇÃO sobre o caso Queiroz. Os pesos e medidas são muito diferentes. Para Lula, basta convicção, para os Bolsonaros nem documento público é considerado”, escreveu Gleisi na rede social.