Por Esmael Morais

Flávio Bolsonaro pediu para STF anular as provas do escândalo Queiroz

A decisão do ministro de plantão no STF, Luiz Fux, em suspender as investigações sobre o escândalo das famílias Bolsonaro e Queiroz atendeu ao pedido de Flávio Bolsonaro. Ele também pediu que todas as provas obtidas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro fossem anuladas. LEIA TAMBÉM: Liminar concedida por Fux é

Publicado em 17/01/2019

A decisão do ministro de plantão no STF, Luiz Fux, em suspender as investigações sobre o escândalo das famílias Bolsonaro e Queiroz atendeu ao pedido de Flávio Bolsonaro. Ele também pediu que todas as provas obtidas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro fossem anuladas.

LEIA TAMBÉM: Liminar concedida por Fux é questionável juridicamente, diz professor da PUC

Flávio Bolsonaro, que é deputado estadual e se elegeu senador, baseou seu pedido no princípio do foro privilegiado, que ele mesmo já disse ser contra.

Fux acolheu a suspensão das investigações deixando o processo para o relator, ministro Marco Aurélio Mello. Também ficará a cargo do relator a decisão de anular ou não as provas.

O diabo é que Flávio não estava sendo acusado nem investigado diretamente. As transações suspeitas foram feitas por seu ex-assessor, Fabrício Queiros.

Flávio inclusive afirmou que não era réu e estava tranquilo, à disposição para esclarecimentos.

Então, por que ele pediu a suspensão das investigações e a anulação das provas?

Com informações dO Globo.