Por Esmael Morais

Direção da EBC censura notícias sobre as ameaças e o exílio de Jean Wyllys

Publicado em 25/01/2019

Segundo a Revista Época do Grupo Globo, “a direção da EBC agiu para que seus canais não noticiassem as ameaças de morte e a decisão de auto-exílio de Jean Wyllys”. De acordo com a publicação, “a TV Brasil, a Agência Brasil e as rádios fazem silêncio sobre o caso”.

A censura teria sido confirmada por funcionários da EBC, que afirmaram, sem se identificar, “que receberam ordens da chefia para ignorar a história”. O mesmo ocorreu nas redes sociais. Por precaução, nenhum profissional compartilharia qualquer notícia relacionada ao caso, “caso alguma matéria fosse feita por acidente”.

Criada em 2007, a Empresa Brasil de Comunicação está vinculada à Secretaria de Governo, por meio da Secretaria Especial de Comunicação Social, desde o início do Governo Bolsonaro por conta do Decreto n° 9.660, de 1º de janeiro de 2019.

Nesta quinta-feira (24), o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) desistiu de assumir seu mandato na Câmara dos Deputados na legislatura que se inicia em 1º de fevereiro próximo por sentir sua vida ameaçada no contexto da guinada para a extrema-direita ocorrida na vida política do país.