Coordenador do ENEM foi expulso do MBL

Murilo Resende Ferreira, o escolhido de Bolsonaro para o comando do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), foi expulso do MBL por ser um “”maluco completo”, um “lunático, conspiratório, fora da realidade”.

LEIA MAIS: Responsável pelo ENEM disse que professores são “desqualificados e manipuladores”

Murilo será diretor de Avaliação da Educação Básica do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Exame.

Renan Santos, um dos fundadores e coordenadores nacionais do MBL, afirmou no Twitter que Resende foi expulso do movimento, por ser um “maluco completo”, um “lunático, conspiratório, fora da realidade”.

Se eles não se entendem…

Comentários encerrados.