Carros de Queiroz não valem nem R$ 25 mil, diz site Intercept


O ex-assessor de Flávio Bolsonaro, Fabrício José Carlos de Queiroz, investigado pela movimentação suspeita de R$ 1,2 milhão, afirmou que ganha dinheiro comprando e vendendo carros, mas de acordo com o Registro Nacional de Veículos Automotores, ele é dono de apenas dois veículos, que somados valem menos de R$ 25 mil, segundo informou o site Intercept Brasil.

Queiroz, que também é amigo pessoal de Jair Bolsonaro, tem registrada apenas a propriedade de um Voyage 1.0 ano 2010 e uma Belina GL ano 1986. O valor dos veículos, caso fossem vendidos, seria insuficiente para pagar a conta do hospital Albert Einstein, um dos mais caros do Brasil, onde esteve internado quando faltou a depoimento convocado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Além dos veículos, o ex-assessor vive em uma casa simples e possui dois apartamentos em bairros pouco valorizados na zona oeste do Rio.

Em entrevista ao SBT no dia 26 de dezembro, Queiroz afirmou que ganhava dinheiro com o comércio de carros usados. “Eu sou um cara de negócios. Eu faço dinheiro. Compro, revendo, compro, vendo carro. Sempre fui assim. Eu gosto muito de comprar carro em seguradora”, disse na época.

Não apenas Queiroz faltou ao depoimento convocado pelo MP-RJ, mas seus familiares também deixaram de comparecer na terça-feira (8). Flávio Bolsonaro também faltou a depoimento que fora marcado para esta quinta (10).

Neste sábado (12), Queiroz apareceu em vídeo “sambando” junto com a esposa e a filha no hospital em que está internado.

*Informações do Intercept

Comentários encerrados.