TSE aprova contas da campanha de Bolsonaro com ressalvas

Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (4) com ressalvas a prestação de contas da campanha eleitoral da chapa do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e do vice, General Mourão (PRTB). A aprovação ocorreu com base no voto do relator, ministro Luís Roberto Barroso.

LEIA TAMBÉM:
Fachin autoriza abertura de processo sobre caixa 2 de Onyx Lorezoni

Com a aprovação, Bolsonaro poderá receber, na próxima segunda-feira (10), o diploma de candidato eleito, última formalidade antes da posse, que está marcada para 1º de janeiro.

As inconsistências encontradas na prestação de contas da campanha do presidente eleito somaram R$ 8,2 mil, o que, segundo Barroso, não é motivo para desaprovação.

Votaram com Barroso os ministros Jorge Mussi, Og Fernandes, Admar Gonzaga, Tarcísio Vieira, Edson Fachin e a presidente, Rosa Weber.

Na mesma sessão, o TSE também aprovou com ressalvas as contas do diretório nacional do PSL nas eleições deste ano.

Com informações da Agência Brasil

Comentários encerrados.