TSE afrouxou para Bolsonaro

Bem que a senadora Gleisi Hoffmann avisou: contra o PT, eles são tigrões; contra Bolsonaro eles são tchutchuquinhas.

LEIA TAMBÉM
Fake news de Bolsonaro usava indevidamente até CPF de velhinhos, revela Folha

Dito isto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sucumbiu hoje (4), por maioria de cinco votos, ao rejeitar o pedido protocolado pelo PT para cassar a candidatura do presidente eleito Jair Bolsonaro.

Apesar do placar, um pedido de vista do ministro Edson Fachin suspendeu o julgamento.

Até o momento, votaram os ministros Jorge Mussi, relator do caso, e os ministros Og Fernandes, Admar Gonzaga, Tarcísio Vieira e Luís Roberto Barroso. Faltam os votos de Fachin e da presidente, Rosa Weber. Não há data para a retomada do julgamento.

Na ação, a campanha eleitoral do PT acusou Bolsonaro e seu vice, general Hamilton Mourão, de abuso de poder econômico durante as eleições deste ano.

O partido alegou que os candidatos se beneficiaram do suposto constrangimento provocado pelo empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan. Segundo as alegações da chapa petista, em vídeo divulgado na internet, Hang teria constrangido seus funcionários a votarem em Bolsonaro “sob ameaças de fechamento de lojas e dispensa”.

Comentários encerrados.