Sérgio Cabral negocia delação e pode entregar membros do Judiciário à Lava Jato

Compartilhe agora!

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, condenado até agora a 197 anos de prisão por liderar uma organização criminosa, quer fazer uma delação premiada. A informa neste domingo (23) o jornalista do O Globo, Lauro Jardim.

LEIA TAMBÉM:
Globo e lava jato quebraram o Rio, diz Jessé Souza

Segundo jornalista Lauro Jardim, o novo advogado do ex-governador, João Bernardo Kappen, já teria começado a conversar com as autoridades ligadas à Lava-Jato no Rio sobre a colaboração.

Ainda de acordo com o jornalista, no cardápio de Cabral estaria o Judiciário — tanto o Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) quanto o Superior Tribunal de Justiça (STJ) — ex-chefes do Ministério Público fluminense (MP-RJ), a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016, além de detalhamentos de fatos já narrados em outras delações.

Compartilhe agora!