Por Esmael Morais

Nova fake news de Bolsonaro: ‘Queiroz é do PT’

Publicado em 26/12/2018

Sem explicar o sumiço do motorista Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), a tropa de choque de Jair Bolsonaro (PSL) apelou [outra vez] para a fake news. Segundo bolsonaristas, Queiroz era agente infiltrado do PT no gabinete do filho do presidente eleito na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Queiroz foi flagrado em movimentação atípica de R$ 1,2 milhão pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A suspeita no relatório do órgão de controle é que o motorista tenha servido como laranja dos Bolsonaro há mais de 30 anos.

Policial militar de profissão, amigo da família Bolsonaro, o ex-assessor e motorista teria movimentado 99% dos salários dos funcionários do gabinete na Alerj.

Como o leitor pode perceber, Queiroz nunca foi do PT, mas as correntes no WhatsApp dizem que o “mais provável é que o motorista é integrante do PT infiltrado na família para prejudicar Bolsonaro” e que o motorista “recebia dinheiro do PT e depositava na conta de pessoas da família Bolsonaro sem o consentimento dos mesmos”, afirma a fake news.