MPF requenta fake news das ‘pedaladas’ contra Dilma

O Ministério Público Federal recorre às fake news das ‘pedaladas fiscais’ da presidenta Dilma Rousseff. Aliás, pretexto que derrubou o governo da petista.

Segundo o MPF, Dilma usou a “maquiagem fiscal” como escudo para produzir um resultado mais “palpável” à opinião pública entre 2011 a 2014.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro preocupado com depoimentos de Adélio Bispo, autor da facada

O procurador Ivan Marx é quem pede a responsabilização de Dilma e mais cinco ex-integrantes do governo da petista.

O diabo é que o mesmo procurador, em 2016, disse não havia crime de responsabilidade cometido por Dilma que justificasse seu afastamento.

O procurador Ivan Marx deve ter seus motivos para mudar de ideia e requentar a fake news das pedaladas.

Entretanto, precluiu o direito de o MPF pedir nova condenação política de Dilma — com perda de direitos políticos — porque o Congresso Nacional, em sessão dirigida pelo ministro do STF Ricardo Lewandowski, durante o impeachment, a isentou da inelegibilidade de 8 anos.

Comentários encerrados.