Moro não vê autoritarismo em Bolsonaro, mas em Haddad

Publicado em 3 dezembro, 2018

O ex-juiz federal Sérgio Moro, que fez campanha para Bolsonaro e vai virar ministro, afirmou que o não vê o “Coiso” como autoritário. Para ele, o autoritário é Haddad, que quer controle social no judiciário.

LEIA TAMBÉM: Ciro quer saber se Moro vazará para imprensa informações do governo Bolsonaro

A declaração de Moro foi feita nesta segunda-feira (3) durante um seminário em Madrid, Espanha.

Ele não vê “autoritarismo” em Bolsonaro e afirmou que Fernando Haddad é quem “tinha propostas de controle social da imprensa e do Judiciário”.

Moro disse que trocou a toga pela política pois estava “cansado de tomar bola nas costas”.

Sobre sua militância política contra Lula e o PT, Moro tentou minimizar. Ele afirmou que ninguém sabia que Bolsonaro seria eleito.

Mas ele não nega que tenha ajudado.