Moro admite que extradição de Battisti teve motivação ideológica

Publicado em 17 dezembro, 2018
Compartilhe agora!

O ex-juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, passou recibo acerca da motivação política-ideológica na extradição do italiano Cesare Battisti.

Perfilado com a extrema direita brasileira, Moro falou que o asilo foi revisto em boa hora.

LEIA TAMBÉM
Pena de morte para os filhos de pobres não, Bolsonaro!

“Na minha avaliação, o asilo que foi concedido a ele [Cesare Battisti] anos atrás foi um asilo com motivações político-partidárias. Em boa hora isso foi revisto”, discursou o ex-titular da lava jato.

O ex-presidente Lula concedeu asilo político ao ativista italiano no apagar das luzes de seu segundo mandato.

Embora tenha opinado sobre o caso Battisti numa entrevista coletiva na sede do governo de transição, Sérgio Moro continua silente acerca do escândalo do Coaf que atingiu Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente eleito.

Recentemente, o ex-juiz perdoou o caixa dois do futuro chefe da Casa Civil Onyx Lorenzoni e disse que Jair Bolsonaro já tinha dado satisfação sobre a movimentação atípica de R$ 1,2 milhão do motorista do filho.

Como perguntar não ofende, cadê o motorista Fabrício Queiroz?

Compartilhe agora!