Militares querem explicação ‘convincente’ de Bolsonaro sobre ex-assessor citado pelo Coaf

Publicado em 10 dezembro, 2018
Compartilhe agora!

Militares que integrarão o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), e políticos aliados do capitão reformado do Exército, cobram explicação ‘convincente’ sobre o ex-assessor citado pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

LEIA TAMBÉM
Moro faz silêncio sobre escândalo de Bolsonaro; políticos cobram posição

Segundo Gerson Camarotti, do portal G1, esse desconforto é maior principalmente entre os interlocutores da área militar do futuro governo. Para esse grupo, é necessária uma explicação convincente para encerrar o caso.

“A percepção é que isso pode causar desgaste precoce na imagem do próprio Bolsonaro, que tem sido questionado constantemente pelo episódio”, relata Camarote.

Bolsonaro e o ex-juiz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça, tem preferido o silêncio no caso da movimentação bancária atípica de Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

“Ele tem que explicar, pode ser e pode não ser, ele que explica”, limitou-se a dizer neste domingo (9) o presidente eleito acerca do ex-assessor que movimentou atipicamente R$ 1,2 milhão.

Compartilhe agora!