Por Esmael Morais

‘Fake news’ sobre Coaf tentam desacreditar denúncias contra família Bolosonaro

Publicado em 12/12/2018

Depois que o relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) expôs as transações financeiras suspeitas envolvendo ex-assessores e familiares de Jair Bolsonaro, as “fake news” voltaram para tentar limpar a barra do presidente eleito. E quem são os culpados? Adivinhe!

LEIA TAMBÉM: Moro ‘lava as mãos’ sobre Coaf, mas perdoa ‘cachorro’ dos Bolsonaro

A mensagem que circula pelas redes sociais diz que “Bolsonaro e Moro(!) vão demitir 180 petistas que trabalham no Coaf com salários de R$ 18 mil a R$ 61 mil.”

Esse seria o “motivo” das denúncias das maracutaias da família Bolsonaro.

A “fake news” já recebeu desmentidos de O Globo, G1 e Boatos.org, mas para quem não tem argumentos…

LEIA TAMBÉM: Militares querem explicação ‘convincente’ de Bolsonaro sobre ex-assessor citado pelo Coaf