Ex-candidata do PSL denuncia ameaças feitas por assessores do futuro ministro do Turismo

Publicado em 19 dezembro, 2018
Compartilhe agora!

Dois assessores do futuro ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antônio, estariam ameaçando a professora aposentada Cleuzenir Barbosa, que concorreu a uma vaga de deputada estadual pelo PSL mineiro. Informa nesta quarta-feira (19) a jornalista da Folha, Monica Bergamo.

LEIA TAMBÉM:
Assessora de Bolsonaro na Câmara trabalhava como personal trainer durante expediente

“Recebi R$ 60 mil do Fundo Especial de Financiamento de Campanha do partido. E os assessores do futuro ministro do Turismo queriam que eu transferisse R$ 30 mil para a conta de uma gráfica de Ipatinga [em Minas]”, disse à Folha a ex-candidata.

A matéria destaca que, “segundo Cleuzenir, eles diziam que seria para pagar material de campanha. ‘Mas já estava tudo comigo porque o partido mandou. E certamente não custaram mais do que R$ 5 mil’, afirma.”

Ainda de acordo com a matéria, a professora afirma “que ‘quando se negou a devolver o dinheiro’ passou a ser ameaçada e agora teme por sua integridade física. ‘Um deles chegou a tirar uma arma e colocar em cima da mesa durante uma reunião’.”

Cleuzenir prestou depoimento para o Ministério Público Eleitoral do Estado de MG (MP-MG) nesta terça (18) e o caso será encaminhado para o procurador da República em Minas Gerais.

Compartilhe agora!