Por Esmael Morais

Engrossa a lista dos que não virão à posse de Jair Bolsonaro; confira

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez não cruzará o Atlântico para prestigiar a posse de Jair Bolsonaro, no dia 1º de janeiro. O líder socialista espanhol mandará como representante

Publicado em 21/12/2018

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez não cruzará o Atlântico para prestigiar a posse de Jair Bolsonaro, no dia 1º de janeiro.

O líder socialista espanhol mandará como representante a presidenta do Congresso, Ana Pastor.

LEIA TAMBÉM
Recado para Bolsonaro: ‘Lula está preso, babaca’

Donald Trump, a quem Bolsonaro idolatra, igualmente faltará à cerimônia no Palácio do Planalto. Ele será representado pelo secretário de Estado, Michael R. Pompeo.

“Donald não virá para a posse do Pateta”, ironizou o senador Roberto Requião (MDB-PR).

Cuba e Venezuela já disseram que não irão prestigiar um governo fascista. Nicolás Maduro, inclusive, disse que não deixará surgir um ‘Coiso’ parecido no país caribenho.

Como se vê, a posse de Bolsonaro será marcada por protestos e pelas ausências.