Por Esmael Morais

CNJ pode presentear hoje juízes com auxílio-moradia de R$ 4,3 mil mensais

Publicado em 18/12/2018

O espírito natalino ronda o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que, nesta terça (18), poderá reativar o auxílio-moradia de R$ 4,3 mil para a magistratura brasileira.

O penduricalho havia sido “extinto” após o aumento de 16,38% nos salários dos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STF), que elevou o rendimento máximo do Judiciário para de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil.

LEIA TAMBÉM
STF reverá prisão na 2ª instância em abril, mas Lula poderá ser solto antes

Entretanto, o ministro Luiz Fux que garantiu a existência do benefício por meio de uma liminar não declarou a inconstitucionalidade do auxílio-moradia. Por isso o privilégio voltou à pauta do CNJ.

Portanto, no CNJ, o discurso já é mais ou menos assim: ho, ho, ho, ho… feliz Natal!