Por Esmael Morais

Bolsonaro vai demonizar artistas beneficiados pela Lei Rouanet

Publicado em 26/12/2018

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) em tudo que toca demoniza. É uma espécie de “Midas” ao contrário das profundezas do inferno. Por isso o ‘Coiso’ quer criminalizar artistas que utilizaram a Lei Rouanet.

Numa tuitada desta quarta (26), ‘Bozo‘ disse que “somente” 21 entidades foram beneficiadas por Furnas em R$ 7,3 milhões de renúncia fiscal para projetos culturais.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro começará governo como ‘preso’ de Queiroz e ‘refém’ de Lula

Por falar em inferno, o diabo é que Fabrício Queiroz, sozinho, é suspeito de movimentação atípica de R$ 1,2 milhão com dinheiro oriundo, segundo o Coaf, de salários de funcionários da Alerj. O moço em questão era motorista de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente eleito.

Então, bate-se nos artistas e em Cuba para desviar a atenção do Queiroz. Pode isso, Arnaldo?

Muito provavelmente, Bolsonaro criará um filtro para selecionar projetos ‘alinhados’ ao futuro regime que se instalará a partir de janeiro.