Por Esmael Morais

Bolsonaro poderá exonerar até 100 mil servidores no 1º dia de governo

Publicado em 27/12/2018

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), assim que assumir o cargo, poderá exonerar até 100 mil funcionários públicos comissionados, funções de confiança e gratificações.

A exoneração de cargos de ‘livre provimento’ a serem preenchidos pelo presidente da República nada tem a ver com a diminuição do mesmo, enxugamento da máquina pública, blá, blá, blá. Pelo contrário.

LEIA TAMBÉM
‘Sistema Bolsonaro de Televisão’ bomba no Twitter

Bolsonaro tem à disposição até ‘100 mil razões’ para constituir uma nova base de sustentação política no Congresso Nacional (Câmara e Senado). Ou seja, 100 mil cargos para alimentar o fisiologismo e o toma-lá-dá-cá com os lobbies e bancadas setorizadas.

Esses cargos para serem preenchidos, a partir do dia 2 de janeiro de 2019, estão localizados nos ministérios, autarquias, estatais, empresas públicas, enfim, em toda a administração pública federal.