Bolsonaro isola Brasil no cenário internacional; Netanyahu não virá a posse

Nem o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, irá participar da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) no próximo dia 1º janeiro.

Nem mesmo o lobby favorável à empresas israelenses foi suficiente para assegurar a presença de “Bibi”, como é conhecido o premiê, na cerimônia de posse do ‘Coiso’.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro dura quanto tempo no governo?

Entretanto, dois dias antes, Netanyahu encontrar-se-á com Bolsonaro na sexta (30) no Rio de Janeiro. Por conta de tensões políticas internas, em Israel, Bibi ainda pode cancelar o encontro com o seu homólogo brasileiro.

A lista dos que não vêm à posse de Bolsonaro só cresce. Além do primeiro-ministro israelense, não estão nem aí para o capitão reformado do Exército Donald Trump (EUA), Pedro Sánchez (Espanha), Nicolás Maduro (Venezuela), Miguel Díaz-Canel (Cuba), Daniel Ortega (Nicarágua), dentre outros líderes mundiais.

Comentários encerrados.