Bolsonaro anuncia ‘tucano de alma’ no Meio Ambiente

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou neste domingo (9), via Twitter, o ‘tucano de alma’ Ricardo de Aquino Salles para o Ministério do Meio Ambiente.

“Comunico a indicação do sr. Ricardo de Aquino Salles para estar à frente do futuro Ministério do Meio Ambiente”, escreveu Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM
Moro faz silêncio sobre escândalo de Bolsonaro; políticos cobram posição

Salles é filiado ao Partido Novo, membro do Instituto Millenium, mas é vinculado ao ex-governador de São Paulo, o tucano Geraldo Alckmin, derrotado nas eleições presidenciais deste ano. Entre 2013 e 2014, foi secretário particular de Alckmin. De 2016 a 2017, Salles foi secretário de Meio Ambiente de São Paulo.

O Instituto Millenium é integrante da rede brasileira de ‘think tanks’, que professa o neoliberalismo, discretamente financiado pelo Departamento de Estado e o National Endowment for Democracy (Fundação Nacional para a Democracia – NED), braço crucial do soft power norte-americano.

Além de participar da rede ‘think tanks’, o futuro ministro do Meio Ambiente também é um dos fundadores do Movimento Endireita Brasil (MEB).

Apesar de ser de direita, Salles é um apreciador de charutos cubanos.

Nem Marina Silva nem a Rede de Sustentabilidade se pronunciaram ainda sobre a indicação de Bolsonaro.