Veja como Sérgio Moro traiu você ao entrar para a política

Publicado em 1 novembro, 2018
Compartilhe agora!

O juiz Sérgio Moro, anunciado hoje como ministro da Justiça e Segurança, para disfarçar o viés político da lava jato, jurava de pés juntos que “jamais entraria para a política”. Esta foi a manchete do Estadão em 6 de novembro de 2016, portanto há dois anos.

LEIA TAMBÉM
“Será um desserviço à sua biografia”, diz Cristovam sobre Moro participar do governo Bolsonaro

Dissimulado, o magistrado da lava jato conseguiu enrolar parte da população com esse papo de “imparcialidade” por todo esse tempo. Sua força-tarefa acusou, condenou e prendeu — sem provas — o ex-presidente Lula que ainda é mantido preso político na Polícia Federal de Curitiba.

Entretanto nesta quinta-feira (1º), para os incrédulos, veio a prova de que não era a corrupção que Moro et caterva combatiam; eles lutavam pelo poder e para derrotar uma força — o PT — utilizaram o Estado.

Moro traiu você, caríssimo. Ele deixou cair a máscara da toga para se assumir, definitivamente, como um agente político.

Compartilhe agora!