The Guardian critica nomeação de Ernesto Araújo para o Ministério das Relações Exteriores

A escolha do embaixador Ernesto Araújo para o Ministério das Relações Exteriores pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) preocupa ambientalistas internacionais. Nesta quinta-feira (15) o jornal inglês The Guardian criticou a nomeação do diplomata brasileiro.

LEIA TAMBÉM:
Temer pode ser nomeado embaixador do Brasil na Itália

Sob o título ‘Novo ministro das Relações Exteriores do Brasil acredita que mudança climática é uma trama marxista’, o jornal afirma que a nomeação de Araújo deve causar arrepios no movimento climático global.

Para o jornal, o embaixador é um funcionário de nível médio, que escreve sobre a “criminalização” da carne vermelha, petróleo e sexo heterossexual.

Entre outros absurdos, o periódico destaca que o futuro ministro de Bolsonaro acredita que a mudança climática faz parte de uma trama de “marxistas culturais” para sufocar as economias ocidentais e promover o crescimento da China.

Leia aqui a reportagem do The Guardian

Comentários encerrados.