Por Esmael Morais

Sob Bolsonaro, escolas terão de comemorar o golpe militar de 1964

Publicado em 23/11/2018

O recado foi dado pelo futuro ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, anunciado nesta quinta (22) pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

LEIA TAMBÉM
Comentarista da TV cubana detona Bolsonaro; assista

Segundo o filósofo colombiano, que comandará o MEC, o golpe militar de 1964 é uma data que precisa ser lembrada e comemorada.

Vélez Rodriguez, indicado para o cargo pelo jornalista Olavo de Carvalho, guru da extrema-direita brasileira, também já defendeu no passado “Conselhos de Ética” nas escolas e universidades para julgar alunos e professores.

A indicação do ministro da Educação foi resultado de um desforço com a bancada da Bíblica, isto é, os evangélicos que pleiteavam o nome do procurador Guilherme Schelb.