Sergio Moro: Cargo político poderia colocar em dúvida a integridade do trabalho que eu fiz; assista ao vídeo

Em novembro de 2017, o então juiz da Lava Jato, Sergio Moro, participou do “Fórum Veja” e foi entrevistado pela jornalista Thaís Oyama. Na ocasião, jurou de pés juntos que não ocuparia nenhum cargo político por que isso poria em “dúvida a integridade” do seu trabalho.

“Não seria apropriado da minha parte postular qualquer espécie de cargo político porque isso poderia, vamos dizer assim, colocar em dúvida a integridade do trabalho que eu fiz até o presente momento”, disse Moro na entrevista.

Mas ao aceitar o convite para ser “superministro” no futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL), Sérgio Moro deixou cair a sua máscara, pois revelou que sempre teve objetivos políticos e por esse motivo agiu de maneira sórdida para encarcerar e tirar o ex-presidente Lula da disputa pela presidência da República.

Além disso, Moro vazou trechos da delação premiada de Palloci sem valor durante a campanha eleitoral com o claro objetivo de prejudicar o candidato petista Fernando Haddad e favorecer Jair Bolsonaro, o seu preferido.

A atuação política do juiz ficou ainda mais evidente quando veio à tona que ele começou as tratativas para participar do futuro governo com a campanha do segundo turno em pleno andamento.

Assista:

"Não seria apropriado da minha parte postular qualquer espécie de cargo político porque isso poderia, vamos dizer assim, colocar em dúvida a integridade do trabalho que eu fiz até o presente momento."

Posted by Vinicio Schumacher Santa Maria on Thursday, November 1, 2018

Comentários encerrados.