Por Esmael Morais

‘Se Lula fosse candidato, ganharia de Bolsonaro,’ diz Haddad em entrevista

Publicado em 26/11/2018

Em entrevista publicada nesta segunda-feira (26) pela Folha, Fernando Haddad voltou a dizer que Lula ganharia a eleição presidencial caso não tivesse sido condenado sem provas. Contrariando a onda de direita que toma canta da América Latina, o ex-presidente seria imbatível.

Haddad contextualizou sua derrota no âmbito da onda conservadora, mas afirma que Lula poderia vencer.

“Eu não sei o que vão fazer com o Lula”. Está claríssimo que, se não tivessem condenado o Lula num processo frágil, que nenhum jurista sério reconhece como robusto, ele teria ganhado a eleição. Eu fiz 45% dos votos [no segundo turno]. Ele teria feito mais de 50%. Disse o ex-candidato do PT.

Haddad diz ainda, que nas suas previsões, quem ocuparia o lugar de representante da extrema direita sera João Doria do PSDB.

“Eu imaginava [há dois anos] que o [João] Doria, que é essencialmente o Bolsonaro, fosse ser essa figura [que se elegeria presidente]. Achava que a elite econômica não abriria mão do verniz que sempre fez parte da história do Brasil. As classes dirigentes nunca quiseram parecer ao mundo o que de fato são.”

As informações são da Folha de S. Paulo.