Protestos e reunião do G20 provocam ‘alerta vermelho’ em Buenos Aires

Publicado em 29 novembro, 2018
Compartilhe agora!


Buenos Aires amanheceu blindada, com fortes barreiras policiais nas ruas da região central da capital argentina, onde ficam os hotéis de luxo e as embaixadas. Marchas de protestos contra a reunião do G20, convocadas para esta quinta (29), deixaram as autoridades tensas. O presidente Macri decretou feriado na sexta-feira (30), quando começa a Cúpula dos Líderes do G20.

Hospitais da cidade funcionarão sob protocolos especiais, de “alerta vermelho”. A Câmara Municipal portenha determinou a redução da circulação do transporte públicos para os bairros centrais. Buenos Aires vive um estado de convulsão desde o último sábado (24), após os graves incidentes entre os torcedores do River Plate e do Boca Juniors, o que acabou determinando a suspensão da final da Copa Libertadores.

É a primeira vez que os líderes das 20 maiores economias do mundo se reúnem na América do Sul. A primeira cúpula, em 2008, ocorreu nos Estados Unidos – no ano da pior crise financeira, desde o “crash econômico” de 1929.

*Com informações de Agências

Compartilhe agora!