Presidente de Cuba dá sabugada em Bolsonaro após fim do Mais Médicos

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, pelo Twitter, deu uma sabugada em seu homólogo eleito Jair Bolsonaro (PSL) acerca do fim do programa Mais Médicos no Brasil.

LEIA TAMBÉM
Após ameaças de Bolsonaro, Cuba vai se retirar do Mais Médicos

‘#Mais Médicos Com dignidade, profunda sensibilidade, profissionalismo, entrega e altruísmo, os colaboradores cubanos prestaram um valioso serviço ao povo do #Brasil. Atitudes com tal dimensão humana devem ser respeitadas e defendidas. #SomosCuba’, escreveu Díaz-Canel.

Bolsonaro deixou mais de 29 milhões de brasileiros sem atendimento em saúde porque suas convicções de extrema-direita assim determinaram. De acordo com levantamentos preliminares, o ‘Menos Médicos’ do presidente eleito afetará mais de 4 mil municípios brasileiros.

A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) protestaram nesta quarta (14), contra Bolsonaro, pela saída dos médicos cubanos. Em nota, os prefeitos afirmam que quase 80% das cidades do país só possuem médicos do programa.

Comentários encerrados.