MBL leva ‘corridão’ dos estudantes e professores no tradicional Pedro II do Rio

O  grupo bolsonarista MBL (Movimento Brasil Livre) se deu mal nesta segunda-feira (12) no colégio Pedro II (CPII), Tijuca, zona norte do Rio de Janeiro. O MBL tentou realizar um ato de provocação em defesa da tese neofascista da “escola sem partido” e foi rechaçado por estudantes, professores e militantes do PCO (Partido da Causa Operária), que estavam concentrados no portão da escola.

O ato do MBL fracassou diante da resistência dos alunos e professores que, com palavras de ordem e cartazes, impediram a propaganda contra a liberdade de ensino e expressão preconizada pelo projeto “escola sem partido”. Sem apoio, os provocadores levaram um corridão dos estudantes, abandonando até o carro de som.

Deu ruim para  a turma do MBL.

Comentários encerrados.