Lula recorda quando o Brasil tinha o melhor chanceler do mundo

Publicado em 16 novembro, 2018
Compartilhe agora!

O ex-presidente Lula, por meio de suas redes digitais, recordou nesta sexta (16) que nos seus dois governos o Brasil tinha o melhor chanceler do mundo: embaixador Celso Amorim.

LEIA TAMBÉM
Lula fez a juíza ‘perder a cabeça’ no depoimento; assista ao trecho

“Lembram quando o Brasil tinha o melhor ministro de relações exteriores do mundo?”, perguntou hoje o petista em tom nostálgico.

Em evidente contraste, a indicação do ultraconservador Ernesto Araújo para a função de ministro das Relações Exteriores pode deixar o Brasil mais isolado que a Coreia do Norte.

Considerado pela imprensa internacional como o melhor chanceler do mundo nos 8 anos de Lula, Amorim disse que ficou “muito triste” com a escolha de Jair Bolsonaro (PSL).

“Sei que há muita divergência de opinião no Itamaraty, alguns pensam mais o livre mercado e outros mais como eu penso, mas tudo no domínio da racionalidade, em que o debate é possível. Neste caso o debate se torna impossível, é como ver um filme surrealista com conotações de pesadelo”, disse ao Brasil de Fato.

Os petistas não estão isolados na leitura negativa da indicação de Ernesto Araújo. A ex-presidenciável Marina Silva (REDE), por exemplo, afirmou que a indicação de Bolsonaro pode trazer sérias implicações e produzir graves prejuízos para o Brasil.

“Décadas de protagonismo nas negociações internacionais, sobre temas como comércio, direitos humanos e meio ambiente, podem ir por água abaixo”, lamentou.

O embaixador Ernesto Araújo se diz contrário ao “marxismo cultural” e amante incondicional de Donald Trump (não se sabe ainda se o amor será correspondido…).

Compartilhe agora!