Lula Livre será nova obsessão do PT em tempos de Bolsonaro

Foto: Juliana Adriano | MST

O Partido dos Trabalhadores (PT) dá sinais de que irá radicalizar a campanha pela liberdade do ex-presidente Lula, preso há 212 dias na polícia Federal de Curitiba.

LEIA TAMBÉM
Sérgio Moro prendeu Lula e ganhou emprego do adversário de extrema-direita, diz imprensa mundial

“Desde que foi decretada a prisão de Lula pelo juiz Sérgio Moro, num processo manipulado e sem provas, o mundo percebeu a perseguição ao ex-presidente, agora confirmada com a decisão do magistrado de abrir mão de um cargo vitalício para ser ministro de Bolsonaro”, diz um comunicado da agremiação à militância.

O PT planejar mobilizar setores democratas no Brasil e no mundo para reativar a campanha Lula Livre.

“A tese da prisão política de Lula é apoiada por juristas do Brasil e do mundo, de ex-prêmios Nobel da Paz e de vários ex-chefes de Estado e de Governo, como François Hollande, José Luiz Zapatero, Massimo d’Alema, e também por lideranças como o senador Bernie Sanders, hoje o mais popular político dos Estados Unidos”, afirmam os petistas.

Comentários encerrados.