Lula esperava quarentena antes de Moro entrar na política

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não tinha dúvidas da militância política do juiz Sérgio Moro, mas esperava que o magistrado da lava jato se submetesse a uma quarentena antes de assumir cargo político no governo Jair Bolsonaro (PSL).

LEIA TAMBÉM
Moro é militante da direita, diz Requião; assista ao vídeo

Lula se reuniu nesta quarta (7) com advogados, dentre os quais Fernando Haddad, para avaliar sua questão jurídica. O ex-presidente terá um novo pedido de habeas corpus examinado na semana que vem pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF).

A defesa do petista utiliza a nomeação e militância política de Moro como argumento para a soltura de Lula.

O ex-presidente é mantido preso político há 216 dias na Polícia Federal de Curitiba.

Comentários encerrados.