Joaquim Levy cotado para o BNDES bolsonarista

Ex-ministro da Fazenda no primeiro ano da segunda gestão de Dilma Rousseff (PT), Joaquim Levy, foi sondado para presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na futura gestão de Jair Bolsonaro (PSL). As informações são do Valor Econômico.

 

Bolsonaro ainda não definiu vários cargos na área econômica, considerados importantes, como o do presidente do Banco Central. A expectativa é de que eles sejam definidos esta semana.

Atualmente, Lewy é diretor financeiro do BC, e defende a necessidade da “reforma” da Previdência Social e a privatização das estatais.  Duas medidas da agenda prioritária do governo bolsonarista.

Comentários encerrados.