Gleisi repudia ataques de general Augusto Heleno contra Celso Amorim

A senadora da República e presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PT), usou o Twitter neste domingo (4) para repudiar os ataques do general Augusto contra o ex-chanceler Celso Amorim.

“Repudiamos os ataques do general Augusto Heleno e outros oficiais ao ex-chanceler Celso Amorim. Começa o cerco ao PT. Querem nos interditar como fizeram com o PCB em 1947. Mentem e caluniam. Resistiremos, pela democracia e pelos direitos de nosso povo!”, escreveu Gleisi.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro vai classificar movimentos sociais como terroristas e interditar o PT, diz pesquisadora francesa

Augusto Heleno, que é o indicado do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para ser o seu ministro da Defesa, afirmou ao site ‘O Antagonista’ que Amorim fez “campanha no exterior contra o seu próprio país”.

“É o primeiro ex-chanceler a usar vários diplomatas a ele ligados em uma campanha no exterior contra o seu próprio país, mentindo sobre a prisão de Lula. Atitude impatriótica, vergonhosa e injustificável”, disse ele ao site.

Comentários encerrados.