Em Paris, manifestantes protestam contra o aumento dos combustíveis

As forças de segurança da França lançaram neste sábado (24) em Paris gás lacrimogêneo e usaram um canhão de água para conter o avanço de milhares de pessoas que se manifestavam contra o aumento dos combustíveis, os chamados “coletes amarelos”, que tentavam se aproximar do Palácio do Eliseu, residência do presidente Emmanuel Macron.

O movimento dos “coletes amarelos” nasceu espontaneamente há oito dias e se espalhou por toda a França.

LEIA TAMBÉM:
Gás a quase R$ 100 é inviável para o povão

As autoridades indicaram que facções de extrema-direita podem ter se infiltrado entre os manifestantes para radicalizar o movimento.

Segundo os primeiros dados do Ministério do Interior, havia hoje na capital cerca de 3 mil “coletes amarelos”, a maior parte concentrada na Champs-Élysées e nos limites da Praça da Concórdia, que dá acesso à residência presidencial.

Com informações da EFE e El País

Comentários encerrados.