Por Esmael Morais

Bolsonaro vai inaugurar a República Militar do Brasil

Publicado em 27/11/2018

Se alguém tinha dúvidas de que os militares fizeram de Jair Bolsonaro seu ‘Cavalo de Troia’ basta conferir a quantidade de milicos anunciados para o governo.

Capitão reformado, Bolsonaro escolheu hoje (27) Tarcísio Gomes de Freitas para o Ministério da Infraestrutura.

LEIA TAMBÉM
Pimenta denuncia complô judicial para matar Lula

O futuro ministro da Infraestrutura iniciou a carreira no Exército e ingressou por concurso no quadro de auditores da CGU (Controladoria Geral da União). Ele foi chefe da seção técnica da Companhia de Engenharia do Brasil na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti.

O presidente eleito já havia escolhido ontem (26) o inexperiente [politicamente] general Carlos Alberto dos Santos Cruz como ministro da Secretaria de Governo.

Além desses acima, estão na equipe de Bolsonaro homens que fizeram carreira no Exército: o vice-presidente, general Hamilton Mourão, e o futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.

As Forças Armadas também emplacaram o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e o ministro da Ciência, Marcos Pontes, tenente-coronel da Aeronáutica.

Os militares querem ampliar mais ainda sua influência no Palácio do Planalto e nas estatais estratégicas.