Bolsonaro pode ser cassado antes da posse em 1º de janeiro de 2019

O Partido dos Trabalhadores (PT) vai intensificar ação junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) visando barrar a posse de Jair Bolsonaro (PSL) na Presidência da República, em 1º de janeiro de 2019.

LEIA TAMBÉM
General Mourão declara guerra a professores e prega pensamento único na escola

O partido apontou fraude nas eleições de outubro haja vista que: 1- Lula foi mantido preso político para facilitar a vitória do ex-militar; 2- houve caixa 2 por meio de empresas que pagaram pelos disparos de fake news via aplicativo WhatsApp; 3- abuso de poder econômico na campanha de Bolsonaro.

Paralelamente, o PT voltará ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

De acordo com o advogado Cristiano Zanin Martins, “Lula foi processado, condenado e encarcerado sem que tenha cometido crime, com o claro objetivo de interditá-lo politicamente.”

Ou seja, o PT quer cassar Bolsonaro e, consequentemente, interditar a posse de Moro no superministério da Justiça — e, futuramente, no STF.

Comentários encerrados.